Seu Guarda-Roupa: Como Valorizar a sua Silhueta Parte 1


Manual de Montagem / Segunda-feira, Janeiro 1st, 2018

Você sabe qual é o formato do seu corpo? Provavelmente você já viu por aí algumas formas nas quais os corpos são categorizados. Com isso normalmente vem uma série de regras sobre o que você pode e o que você não pode vestir. Eu discordo disso.

Quando escuto então que um tipo de corpo é melhor que outro, daí mesmo que grito em protesto! Nesse série de artigos vamos muito além de nos enquadrar em formatos pré-estabelecidos. Vamos conversar sobre como você pode acentuar tudo que mais gosta e disfarçar o que não quer que se destaque.


Como valorizar a sua silhueta
Fotografia Kira Auf Der Heide

Tudo bem que realmente existem formatos de silhuetas parecidos, nos levando à possibilidade de enquadrar a maioria das pessoas em um deles. Porém, isso não significa nem de longe que todas as pessoas que tem uma certa silhueta vá querer de vestir da mesma forma. Nem todo mundo que é um retângulo vai querer definir a cintura. Nem todo mundo que é triângulo invertido tem interesse em aumentar o quadril.

Antes de mais nada, vamos nos familiarizar com as formas mais comuns nas mulheres. Porque antes de desconstruir um conceito, precisamos entender como ele funciona.


Formatos de Corpos

Corpo Tipo Retângulo

  • Ombros e quadris tem aproximadamente o mesmo tamanho.
  • Medida da cintura aproximadamente o mesmo tamanho que ombros e quadris.
  • Quadril estreito, pouca bunda.
  • Pouco busto.
  • Usa o mesmo tamanho na parte de cima e de baixo.
  • Pode ser retângulo largo, quando a estrutura óssea é mais robusta, ou retângulo estreito, quando a silhueta é mais alongada.

Corpo tipo Retângulo


Corpo Tipo Triângulo

  • Quadril mais largo do que ombros.
  • Coxas grossas.
  • Cintura definida.
  • Usa um tamanho menor na parte de cima do que na de baixa.

Corpo Tipo Triângulo


Corpo Tipo Triângulo Invertido

  • Ombros mais largos do que o quadril.
  • Pouca diferença de medida entre cintura e quadril.
  • Quadril estreito, pouca bunda.

Corpo Tipo Triângulo Invertido


Corpo Tipo Oval

  • A medida da cintura é maior ou igual a do quadril.
  • Coxas médias.
  • Busto médio à grande.
  • Carrega o maior peso visual na parte do abdômen e busto.

Corpo Tipo Oval


Corpo Tipo Ampulheta Cheia

  • Ombros e quadris tem aproximadamente o mesmo tamanho.
  • Medida da cintura significativamente menor que medidas de ombros e quadris.
  • Coxas grossas.
  • Quadril e bunda arrendondados.
  • Busto médio ou grande, com medida proporcional ao quadril.

Corpo Tipo Ampulheta


Corpo Tipo Ampulheta Reta

  • Ombros e quadris tem aproximadamente o mesmo tamanho.
  • Medida da cintura significativamente menor que medidas de ombros e quadris.
  • Coxas médias.
  • Quadril estreito, pouca bunda.
  • Usa o mesmo tamanho na parte de cima e de baixo.

Corpo Tipo Ampulheta Reta


Qual é o Formato do Corpo Ideal?

Essa seria a parte do artigo que eu te digo que tal corpo é mais bonito ou desejado ou perfeito que o outro e que todas nós devemos almejar ficarmos parecidas com ele. Eu particularmente acho isso ofensivo. Todas nós somos diferentes. Temos coisas que gostamos e coisas que não gostamos nos nossos corpos. Tentar encaixar todas no mesmo formato e dizer que só são bonitas assim é bastante agressivo e danoso para nossa auto imagem.

Além do mais, não existe fórmula perfeita. Eu mesma não consigo me identificar 100% com nenhum desses tipos. Hora acho que sou retângulo, hora que sou triângulo invertido, e também me avalio como ampulheta reta. Daí você imagina a confusão mental!

Eu tenho uma cintura definida, o que me colocaria como ampulheta, mas não super fina, então talvez retângulo… Meu quadril e meus ombros são quase da mesma medida, novamente, poderia ser retângulo ou ampulheta. Porém creio que meus ombros são um pouquinho mais largos, o que me aproxima do triângulo invertido, mas não exatamente. Meus quadris são estreitos e minha bunda é mediana, novamente aqui eu encaixo em retângulo e ampulheta reta.

A coisa é tão esquisita para o meu lado, que já fiz um teste online onde eu teria que inserir as minhas medidas. A expectativa era que finalmente eu iria saber meu tipo de corpo. Imagina a minha cara quando a calculadora me informou que não havia chegado à uma conclusão! Se nem na base da matemática eu consigo identificar, imagina só na observação.

Talvez você seja como eu, um corpo em cima do muro, ou talvez você identificou de cara o seu shape. A verdade é que isso pouco nos importa. Não sinta necessidade de se encontrar nessas formas. Vamos adiante e mais à fundo, como prometido, para entender melhor onde quero chegar.


Destaca, Disfarça

Que tal ao invés da gente se colocar numa categoria de formato de corpo, a gente olhar para nós mesmas no espelho para percebermos o que gostamos no nosso corpo e queremos destacar, e o que a gente prefere disfarçar?

Além disso, é importante percebermos como nos sentimos mais à vontade quando estamos vestidas. O que faz você se olhar e pensar: nossa, essa roupa me caiu bem? Roupas curtas? Roupas que definem a sua cintura? Roupas que disfarçam alguma gordura localizada?

Esse conceito pode parecer fácil, mas eu mesma demorei muito tempo para perceber o que realmente me fazia me sentir atraente e em quais roupas eu ficava me sentindo desconfortável. O que me despertou para essa percepção foi me olhar em fotos. Onde minhas qualidades e defeitos ficavam mais evidentes aos meus olhos.

Hoje em dia eu já sei que tipo de peças de roupa valorizam o que eu quero valorizar e que disfarçam o que eu quero esconder. Aqui vai um passo-a-passo para que você também consiga identificar com maior clareza esses seus pontos.


Identificação de Pontos Fortes e Fracos

  1. Procure por fotos suas em roupas que você usa no dia-a-dia. Se você não achar um quantidade razoável, sugiro que coloque alguns dos seus looks preferidos e tire algumas fotos. Fotos de diversos ângulos são melhores do que apenas de frente.
  2. Selecione as fotos onde você acha que ficou bem vestida.
  3. Olhe foto por foto e note porque você gostou de como aquela roupa lhe caiu. Exemplos: Minha cintura ficou definida. Meu quadril ficou mais proporcional aos meus ombros. Consegui disfarçar esse pedaço do meu corpo que eu não sou muito chegada.
  4. Agora volte e olhe para as fotos nas quais você acha que errou no caimento da roupa. Olhe foto por foto e note o que você achou que não ficou tão bom. Exemplos: Minhas pernas parecem mais curtas do que são. Realçou esse pedaço de mim que eu não gosto. Fiquei com as minhas curvas marcadas demais. Lembre-se, críticas construtivas. O problema são as roupas escolhidas, não o seu corpo!

Pra ficar mais claro, vou me usar como exemplo concreto.

  • Eu tenho uma cintura definida, mas não super, como mencionei à cima. Eu percebi ao analisar as fotos que eu gosto quando a minha cintura fica bem marcada.
  • Notei também que algumas roupas deixam meus ombros com uma aparência de mais largos do que são, o que eu não gosto.
  • Dependendo da roupa, meu tronco fica muito comprido comparado com as minhas pernas, algo que eu gostaria de evitar.
  • Me vendo de lado em algumas fotos percebo que meu tórax tem uma tendência a ficar desproporcional quanto ao meu quadril e bunda se eu não tomar cuidado, já que eu não tenho uma bunda muito grande.

Pronto, agora você já deve ter uma ideia melhor de como gosta que as roupas te caem. Se precisar, anote para referência futura. Agora vem a parte onde nós aprendemos efetivamente e conscientemente a realçar o que gostamos e disfarçar o que não gostamos, independente do seu tipo de corpo, mas focado no que você quer. Leia sobre técnicas e truques para obter a sua silhueta perfeita na segunda parte desse artigo.


Você conseguiu identificar o formato do seu corpo? Se enquadra em mais de um? Quais? 

Qual a parte do seu corpo que você mais gosta de destacar? Qual a parte que prefere disfarçar?

Se esse artigo foi útil e/ou interessante, compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *